LÉXICO FAMILIAR

Em 1963 Natália Ginzburg (1916-1991) publicou “Léxico Familiar”, um texto considerado impressionista. Recordações. Ela e seus familiares aparecem entre frases e gestos provenientes do cotidiano usados para a composição de uma imagem e de uma leitura da realidade. Ginzburg oferece-nos  seu modo de dar sentido para o que se vive, no qual as lembranças tendem à imprecisão e estão sempre sujeitas aos afetos não permitindo afirmar inequivocamente o que aconteceu. Com ela podemos pensar que existe uma seleção, valorização subjetiva e também apagamento de eventos para erigirmos nossas histórias autobiográficas. Muita interpretação de possíveis fatos. Assim podem ser encaradas as estruturas de identidades singulares e de universos panorâmicos. Fazem-se laços entre pessoas e colorem-se memórias. Resistentes e poderosos na movimentação de nossas engrenagens. Determinantes e determinados pelo obscurantismo a que estamos condenados, a despeito dos esforços em contrário. Os registros de Ginzburg são vivazes e tocantes, mesmo que segmentados. Fazem-nos crer em sua sinceridade e revelam-nos terrenos onde a dignidade humana pode ser preservada, talvez por tentar buscar corajosamente a verdade. O oposto também, onde as falácias são usadas para iludir e transgredir com pusilanimidade. Imersa nas conturbações que os humanos criam incessantemente a autora experimentou a truculência do fascismo dominante na Itália de Mussolini. Viu pai e irmãos serem presos e o primeiro marido morto. Aprendeu a coragem, a tolerância, a resiliência, a humildade. Estas flutuam em sua história atravessando contextos diversos, algumas vezes aparentando o contrário sem o serem, outras revelando-se como contradições autênticas. Ela permite-nos vislumbrar sem focar com nitidez aquilo que a que deu relevo em sua biografia. Testemunhamos sua capacidade para apreender o que não se fixa. Um certo tipo de talento para entender o próprio mundo. Como todos temos que fazer para contar o que somos.

Título da Obra: LÉXICO FAMILIAR

Autor: NATALIA GINZBURG

Tradutor: HOMERO FREITAS DE ANDRADE

Editora: COMPANHIA DAS LETRAS

LÉXICO

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s