A COLEÇÃO PARTICULAR

Iludir é um recurso que seres humanos utilizam com certa frequência em suas relações. A ilusão tem muitos formatos e gradações de intensidade, além da diversidade de propósitos. As pessoas tendem a afirmar que a rejeitam, e mesmo protestam com grande indignação ao constatar ou suspeitarem de que tornaram-se suas vítimas (desnecessário dizer que para elas mesmas tudo muda quando vitimam outros através deste artifício). Todavia, quase tragicamente, os indivíduos parecem carecer de serem iludidos em certos contextos, desde que isto não se torne algo explícito. Precisam justificar o que pensam e o que fazem, sem a imposição de críticas que possam pôr em risco seus sistemas de crenças e valores. “A Coleção Particular” do francês Georges Perec (Paris, 1936 – Ivry, 1982) dentre alguns outros temas imbricados, fala sobre estes comportamentos. Perec não faz abordagens diretas e nem ocupa-se de julgamentos morais. Diz o que tem a dizer aludindo às funções da arte e de seus simulacros neste campo, através do modo como uma obra pode ser vista e utilizada. Talvez as ideias sobre isto tornem-se tanto mais claras quanto mais criam-se arremedos e paródias da criação artística que veicula autenticidade. O título refere-se à denominação de um quadro do qual deriva o enredo. Uma pintura retratando um colecionador e sua coleção. À moda de pintores flamengos e outros europeus, há sucessivos quadros dentro do quadro, reproduzindo a mesma cena com minúsculas e desafiadoras diferenças. Exibida numa mostra, esta obra adquire a força de fetiche, que transforma os sentidos da coleção (inclusive suas “traduções” monetárias) e os contornos do colecionador. Não é uma novela de leitura especialmente agradável, pois lança mão dos recursos descritivos “vazios” e prolixamente detalhistas que tanto se prestam aos ilusionistas. Exige atenção do leitor para que ele trace a trama e dê-lhe significados que se distanciem de clichês. Uma sátira da deturpação da arte e de certas humanidades, tratando daquilo que serve-se da ilusão e a ela serve.

Titulo da Obra: A COLEÇÃO PARTICULAR

Autor: GEORGES PEREC

Tradutor: IVO BARROSO

Editora: COSACNAIFY

colec

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s