A LITERATURA EM PERIGO

A boa literatura, em prosa ou poesia, pode ser desfrutada e analisada de muitas maneiras diferentes. Talvez as mais vigorosas estejam relacionadas com seu poder de encantamento e fertilização do espírito (distinta de qualquer mística). Bons livros alimentam a alma. O historiador/pensador Tzvetan Todorov (Bulgária, 1939 – França, 2017) alertou para os excessos acadêmicos ou ideias utilitárias na avaliação e estímulo da produção literária. Cedo na vida percebeu a força que pode ter a leitura de obras de qualidade. Logo desejou dedicar-se ao conhecimento da literatura. Enquanto foi habitante de um país sob domínio da União Soviética, deu-se conta de que não poderia manifestar-se livremente sobre o que lia e nem ter acesso ao que o interessava mais profundamente, pois na Bulgária de sua juventude os livros eram considerados bons ou maus conforme suas afinidades ideológicas com o regime vigente e circulavam com fins de apoio doutrinário. Ao cursar a universidade em Sófia tratou de dedicar-se a aspectos formais da construção literária, esquivando-se das apreciações sobre conteúdo. Posteriormente nstalou-se na França, estudou com Roland Barthes entre os muitos que tomou como mestres e também ensinou na Sorbonne. Escreveu sobre diversos assuntos. Seu ensaio “A Literatura em Perigo”, além de um passeio erudito pelas possibilidades de extração de conhecimento e fruição emocional do que se lê, destaca o poder de humanizar que têm os romances, contos, poemas e outros gêneros. Mesmo considerando as dimensões estéticas de um texto, o contexto histórico, social, político e étnico em que foi produzido, sua estrutura e outros aspectos técnicos da composição, sugere que a priorização de outras dimensões que não o sentido da obra, com toda a sua riqueza e possibilidades de ampliar o olhar e fazer vibrar a vida de quem faz sua leitura, põe em perigo a Literatura. Torna-a árida e pequena, talvez raquítica. Quem consegue viver através do que lê, amar as viagens que podem ser feitas pelas páginas, frases e palavras e sentir-se mais integrado à comunidade humana numa boa leitura, há de concordar com Todorov e irmanar-se com ele, mesmo quando achar que seu entusiasmo o faz exagerar.

Título da Obra: A LITERATURA EM PERIGO

Autor: TZVETAN TODOROV

Tradutor: CAIO MEIRA

Editora: DIFEL

lit4

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s