LER, PENSAR, SENTIR

A boa literatura, além de diversão e prazer estético, informa, contribui para o desenvolvimento da capacidade de reflexão crítica, amplia a percepção de contextos e desenvolve a sensibilidade. É uma via de educação e formação. Auxilia o ser humano a ser mais humano. Sofistica o entendimento e a construção de sentidos sobre múltiplas possibilidades de lógicas no funcionamento das pessoas. Pode qualificar os indivíduos para a empatia e solidariedade, pois estas qualidades são mais alcançáveis com a expansão da inteligência e da permeabilidade para sentir. Ler muito pode ser uma atividade civilizadora. Viaja-se pela diversidade de olhares e compreensões sobre a vida. Concepções sempre revigoradas de Bem e Mal podem protagonizar pensamento e ações de quem lê boas obras, facilitando os necessários exercícios da ética no viver. Certamente outras mídias e caminhos poderão ter papel semelhante. Todavia, há algo na atividade literária, que é mais do que a leitura “mecânica” e que a torna “única”. Mesmo que exigente com aquele que nela navega. Nem sempre confortável. Há que se buscar conhecimento, refinamento e delicadeza. Aprender a fazer frente à brutalidade imposta pela ignorância, intransigência e incapacidade para acolher sem temores infundados a diversidade do mundo. Isto confere força. Para o melhor. Mesmo que não implique garantias. Talvez também pelo aprendizado de transitar com firmeza sem as ter.

ler

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s