LAÇOS

Vínculos amorosos podem ser transformados em pesadas correntes às quais as pessoas são agrilhoadas. E que arrastam pela vida. Vida (também) é transformação incessante, que conduz quase inevitavelmente ao nada. A luta por permanência reproduz-se nos relacionamentos. Talvez como uma forma de resistência ao que muda e acaba. Em vão. Os laços entre pessoas revelam-se complexos e instáveis, mas poderosos. Metamorfoseiam-se, imitando os movimentos do viver. Submetem os envolvidos. Nesta perspectiva podem ser mirados o casamento e a família. “Laços” é o título do romance do italiano Domenico Starnone (Nápoles, 1943) que trata do lado obscuro das ligações afetivas entre indivíduos. Dos contratos que são estabelecidos sem clareza quanto a sua substância. Firmados sem deliberação. Dos significados diferentes que podem adquirir as ligações em sua evolução, para os casais e familiares. Dos artifícios usados para se criar amarras, como o uso do sentimento de culpa detectado no outro. Da dor do aprisionamento para o qual não se admite libertação. Do abismo entre o que se deseja e o que se pode ter. Nesta estória as boas possibilidades do amor foram deterioradas pela crueza que, com alguma frequência, assalta os humanos. Sobrou pouco espaço para os laços tecidos com a generosidade e capacidade de aproximação e de interesse no outro enquanto ser distinto e diverso. Os personagens são “observados” em tempos distintos como a juventude e a maturidade avançada e, com isso, o autor trata da vacância de sentido para aquilo que tanto importou. Eles não podem fazer previsões acertadas sobre si mesmos e sobre aqueles a quem estão vinculados. Desconcertam-se ao se descobrirem estranhos entre si, ameaçadores, quando de algum modo tornaram-se tão amalgamados. Estes pontos são abordados com muita consistência por Starnone nesta obra de leitura sedutora, que provoca o leitor, mas como se o fizesse sem intenção. E, como um bom texto, permite vários planos de leitura. Conforme sobre o que se queira e se possa refletir.

Título da Obra: LAÇOS

Autor: DOMENICO STARNONE

Tradutor: MAURÍCIO SANTANA DIAS

Editora: TODAVIAlacos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s