PARQUE CULTURAL

Alexander Púchkin (1799-1837) é uma das grandes referências da literatura russa. Foi inovador pelo amplo uso literário da linguagem vernacular. Pretendia abordar com autenticidade formal  os problemas que julgava mais próximos daquilo que as pessoas realmente experimentavam. Lançou mão do modo russo de viver como uma forma de estética. Um grande ator intelectual pela capacidade e coragem de criticar vividamente o que ocorria na Rússia em que viveu e por isso, durante algum tempo, esteve desterrado escapando de perseguições da polícia czarista. Púchkin inspirou muitos dos grandes escritores russos como Dostoivesky, Toslstói, Turguêniev e Gogol. Foi o farol para Serguei Dovlátov (1941-1990) no romance Parque Cultural (1983). Dovlátov, que produzia na contramão do establishment soviético, não conseguia publicar em seu país e acabou por emigrar para os Estados Unidos na década de setenta.
Lançado recentemente no Brasil, este livro narra a estória de um escritor mal sucedido, que se torna guia turístico em Mikháiovskoie-Trigósrkoie, local em que viveu e está enterrado Púchkin. Este é o mote para a discussão sobre as conexões entre o autor e seu inspirador, de quem este “parque” tornou-se santuário cultural moldado às conveniências do Estado, maculando o sentido que o Púchkin imprimiu à sua vida e obra. Dovlátov usa de ironia e caricatura para aludir à hipocrisia da intelligentsia da URSS no trato com a cultura e sua distância da vida real da população. Também expõe abertamente a rudeza que passou a caracterizar de modo crescente as pessoas do povo, alijadas da liberdade de pensamento e expressão. Esta obra alude à deformação intencional do patrimônio histórico-cultural, em sentido amplo, para uso doutrinário. Ilustra o modo de proceder dos governantes soviéticos e as consequências de suas políticas culturais. Um certo toque grotesco dá o tom ao texto, em consonância com o cenário que, antes destinado a ofuscar, o autor pretende desnudar.
Título da Obra: PARQUE CULTURAL
Autor: SERGUEI DOVLÁTOV
Tradução: YULIA MIKAELAN

Editora: KALINKA
Abaixo, pintura retratando o escritor Alexander Púchkin

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s