MIDDLESEX

Jeffrey Eugenides é um escritor norte-americano descendente de gregos. Com “Middlesex”, de 2002, recebeu o importante prêmio Pulitzer e foi aclamado como um dos bons prosadores da atualidade. Este romance, muito original quanto ao tema central, fala do percurso de uma pessoa intersexual designada primeiramente como mulher e que acabou por assumir identidade de gênero masculina quando adulta. Tocar na questão das identidades de gênero e suas variantes sem reducionismos e sem matizes sensacionalistas já é um mérito do autor. O modo como a/o protagonista vai evoluindo em sua vida, tendo que lidar com sentimentos estranhos aos que esperava de si mesma/o e na interação com o mundo a sua volta é descrito com maestria. Numa leitura muito viva e saborosa. Além dos eventos no tempo atual da trama, a estória pregressa da família, quando os membros mais velhos viviam na Grécia, é bastante interessante. O impacto da invasão turca na cidade em que residiam, a percepção da violência, o estranhamento decorrente da presença do invasor e transformações quase impossíveis de serem compreendidas e absorvidas pelos ancestrais da protagonista correm em relato paralelo ao eixo principal. Juntamente com isso e ocupando o lugar do ovo que tudo gera (“ovo omnia”, ideia tomada de empréstimo às “Metamorfoses” de Ovídio) há um incesto, que não sucumbe às diversas tentativas feitas para seu apagamento e ressurge o tempo todo nos destinos dos personagens.
Título da Obra: MIDDLESEX
Autor: JEFFREY EUGENIDES
Tradutor: CHRISTIAN SCHWARTZ

 

Editora: COMPANHIA DAS LETRAS

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s