MONTEIRO LOBATO

Há pouco, surgiu polêmica a respeito de ser Monteiro Lobato não só um homem preconceituoso, mas também um promotor do racismo. Quanto a preconceitos acho crível, pois, como todos nós, ele devia ter seus defeitos e entre estes, como todos nós, devia ter seus preconceitos. Porém, acho que a força ética veiculada no conjunto de sua obra para a infância é contrária ao desenvolvimento de ideias racistas nas crianças. José Bento Renato Monteiro Lobato nasceu em Taubaté em 1882 e viveu em São Paulo grande parte de sua vida. Foi um baluarte da Cultura em sua época. Escritor e editor, desejava de que o Brasil se tornasse uma terra de pessoas informadas e capazes de melhorar as condições do viver, tanto nas zonas rurais quanto urbanas. Ansiava por um país que se apropriasse de suas riquezas, em amplo sentido, e que estivesse em compasso com o mundo desenvolvido. Era bastante afirmativo no que considerava desenvolvimento. Queria ver os livros impressos aqui e não na Europa, pois assim seriam mais fartos e baratos. Era um homem pragmático e representou bem a época em que viveu. Manifestou opiniões ousadas em algumas áreas e talvez tenha sido omisso em relação a fatos e ideias que poderia ter criticado, e mesmo combatido. Não gostou da Semana de Arte Moderna. Desqualificou, injustamente, o trabalho de Anita Malfatti. No campo das artes visuais, seu senso estético parecia limitado a linguagens muito convencionais, ao contrário de suas posições quanto a outros assuntos. Em suma, presente no seu presente, para o que possamos aprovar e também reprovar.  Escreveu muitos contos, e alguns romances para adultos, mas foi na literatura infantil que contribuiu mais brilhantemente para a formação de muitos brasileiros. Emília, o Visconde de Sabugosa, Pedrinho, Narizinho, D. Benta e Tia Anastácia são companhia para toda a vida. Além de povoar nossa imaginação com eles, Lobato valorizou os personagens do folclore brasileiro, como o saci e a cuca. Em seus livros, ele transporta o pequeno e encantado leitor, não só para o Sítio do Pica-Pau-Amarelo, mas também para lugares como a Grécia antiga, com sua mitologia. Reconta as grandes estórias, como as de D. Quixote e de Peter Pan. Faz a história do mundo parecer uma viagem mágica. E para além de toda a preocupação didática o que o escritor ensina é que se pode ter muito prazer com a leitura. Uma lição para a vida toda também. Emília, com sua graciosa impertinência planta nas crianças as sementes do pensar crítico. O Visconde de Sabugosa intervém com o bom senso. D. Benta e Tia Anastácia, cada uma de seu modo, aproximam a criança, ternamente, do mundo adulto. Ambas representam a lei, a disciplina, a sabedoria doméstica de uma época, e também a bondade; prometem que crescer pode significar uma aventura desejável. Pedrinho e Narizinho são, ou eram, todas as crianças. Éramos todos nós, de diversas cores e formatos, que tivemos o privilégio de viver uma parte de nossas vidas no Sítio.  Não conheço ninguém que tenha ficado para fora da porteira.
Anúncios

12 comentários

  1. Que oportuna lembrança Luis!!! Obrigada. Lobato foi, na minha vida, o portal entre a realidade vivida e a capacidade de idealizar e concretizar sonhos, tão improváveis naquela infância. Quem mais, além dele, inventava aranhas para tecerem um vestido onde nadavam peixinhos?? ❤️❤️❤️

    Curtir

  2. Monteiro Lobato é um dos meus heróis! A acusação feita hoje a ele é, no mínimo, de quem não teve educação literária para entender que certos escritos refletem a cultura da época… Sinto dó de quem não sabe ler nas entrelinhas e nem viajar com o pó de pirlimpimpim!
    Bjins, Justo!

    Curtir

  3. Lembrar de Monteiro lobato me traz uma nostalgia boa da minha infância,em particular O Sítio do Pica Pau Amarelo,as crianças daquela geração realmente tiveram o sabor de serem e gostar de serem crianças num misto de inocência e imaginação bastaste fértil!!!!

    Curtir

  4. Querido Luís, gostei demais de seu texto sobre Lobato. Salve ele e o mundo fantástico que criou. Sua Estante anda de ótima a melhor. Beijos, bom final de semana.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s