EM BUSCA DA MEMÓRIA

A vida de Eric R. Kandel foi e continua sendo uma grande aventura. Nascido na Áustria na primeira metade do século XX ele viu surgir o nazismo, um dos tenebrosos produtos da Primeira Guerra Mundial ou simplesmente mais uma manifestação de monstruosidades humanas que de tempos em tempos despontam nas civilizações. Sua família, judia, tinha muito mais a temer do que o restante da população austríaca e, vendo o perigo que tornava-se elemento dominante da vida cotidiana, enviou o adolescente Eric para os Estados Unidos, onde já residiam alguns parentes. O menino fez sozinho a longa viagem que salvou sua vida. Aprendeu a controlar o medo. Cresceu e desenvolveu a capacidade para a resiliência. Dotado de uma inteligência poderosa, fez a razão frutificar e reafirmar seu lugar como distintivo da espécie. “Em Busca da Memória” conta sua história pessoal, em grande parte regida por sua  fascinação pelo conhecimento. Estudou os sistemas neuronais para demonstrar que o cérebro é senhorio da mente. Seu interesse de juventude foi a psicanálise. O projeto juvenil de compreender como a teoria freudiana se aninhava no cérebro conduziu-o aos meandros sofisticados da neurociência, já distante das teorias psicanalíticas. Conseguiu desvendar alguns dos mecanismos pelos quais a memória se constitui e opera. Descobriu fatos importantes sobre as conexões entre os neurônios através de suas sinapses, assim como dos fenômenos moleculares implicados nos processos mnemônicos. Maravilhas da vida. Um animal marinho chamado Aplysia californica, devido à simplicidade de suas estruturas neuronais, serviu-lhe de modelo experimental primeiro para a compreensão de sistemas bem mais complexos. Trabalhou brilhantemente com a relação entre os genes e o mundo que os contém, fio condutor das hipóteses agora articuladas sob a égide da epigenética (brevemente, trata-se de como a expressão dos genes depende de múltiplos fatores externos ao genoma e que incluem as influências do meio ambiente). Ganhou um prêmio Nobel. Mesmo sendo uma celebridade continuou pesquisando como um aluno junto a seus alunos, sempre respeitoso quanto à magnitude do desconhecido. Um homem que vale a pena conhecer, lendo sua própria versão sobre si mesmo. Mesmo quem não é tão afeiçoado à ciência pode encantar-se com a leitura. Além de tudo o que se pode aprender com suas memórias, é um prazer lê-lo.
Título da Obra: EM BUSCA DA MEMÓRIA
Autor: ERIC RICHARD KANDEL
Editora: COMPANHIA DAS LETRASmemória

5 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s